quarta-feira, 23 de março de 2011

Caminhos que queria ver cruzar

Á medida que avanço no caminho apercebo-me de como o tempo passa depressa,
Percebo a urgência que me assalta em tudo o que quero ainda realizar.
A despeito da urgência, avanço devagar, nesta jornada que podia muito bem ser colectiva.
Doi-me ver tombar aqueles a quem quiz estender a mão,
Uns não a quizeram agarrar, outros nem sequer quizeram que a estendesse.
Vontades legitimas.
E eu? Porque não insisti? Não os contrariei, porquê?
Agora é mais doloroso, vejo-os afastados, os nossos caminhos já não se cruzarão.
E eu sem a força, ou a vontade necessária para os resgatar, conformo-me.
O que me assusta é o repetir da história.
Alguns dos que fazem parte da minha urgênte necessidade de sentir gente feliz,
Para meu pesar estão parados, sentados na berma do seu caminho, a ver a vida passar.
Desacreditaram cedo, sentem a tentação de retornar.
Vejo-os, mas não lhes chego.
Agora, como antes, sinto dificuldade em os agarrar.
Paro no meu caminho, como que encalho, não é assim que almejo avançar.
Agarra-me a urgênte necessidade de ver todos chegar.

Vieira MCM

9 comentários:

Sempre disse...

A impotência perante as adversidades, entre o querer fazer e o ser aceite. Mantem a mão estendida, sempre, pode ser que alguém decida agarrá-la e apertá-la. Beijinhos primaveris ;)

Sérgio Miguel disse...

Cada um decide o seu destino, por mais que nos esforcemos para ajudar e estar presentes nada podemos fazer para ajudar quem não quer ser ajudado, não nos devemos sentir impotentes, simplesmente temos de agarrar a uma força e ultrapassar essas adversidades e concentrarmos-nos em algo que nos complete.

Beijo*

Luz disse...

Entrar aqui é sempre reconfortante, no entanto, sinto uma angústia neste sentir que aqui expressa, um cansaço até...
Não perca a esperança que um dia vai ver todos chegar a esse lugar onde quer abraçar...

Tem selos no meu atomovida para este seu cantinho :)

Beijo da Luz

Sonia disse...

Importante não desistir nunca!Bonito blog...


Um abraço!

Sempre disse...

Passei para deixar um carinho. Tem selo para você. Beijinhos ;)

Fábio Paulos disse...

gostei de ler o blog :)

JB disse...

Assusta-me ficar parada no tempo, e às vezes os acontecimentos da vida afastam-nos de nós, dos outros... Sinto uma enorme vontade nas suas palavras em "querer" e isso é essencial. Há que continuar caminhando...

Já tinha saudades de aqui vir!

Beijinhos amêndoados! Feliz Páscoa!

Tânia disse...

Nem sempre podemos salvar o mundo.
O importante é que, ainda assim, continua a haver quem precise e quem queira agarrar essa mão.
Eu não a vou largar nunca!

Amo-te
Beijinho*

Hugo de Macedo disse...

Mas que texto, este. Não podes ficar mais de um mês sem escrever, faz falta.