quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Dor Azul

Olhos azuis cristalinos.
Olhos azuis transparentes.
Viagei neles, e vi dor,
Viagei neles e vi decepção,
Viagei neles e vi humilhação.
Olhos azuis e de todas as cores não deveriam reflectir horrores.
Olhos azuis cristalinos, viagei neles e vi a miséria de um povo, num país distante.
Olhos azuis que não consegui esquecer por um instante..

Vieira MCM

1 comentário:

Luís Marques disse...

Comovente e especial.

Já agora, aproveito para referir que se nota uma enorme evolução de texto para texto.

Por favor, não páres...