quarta-feira, 12 de maio de 2010

Desassossego


Sinto rasgar fundo, esse grito mudo que neguei.
Quer sair de mim, fazer-se ouvir.
Mordo os lábios, faço de conta que não doi.
Basta de silêncios concentidos, para não magoar, a quem?
Assisto incrédula ao arremesso de palavras carregadas, cravadas de espinhos, emaranhadas, distorcidas.
Sinto-lhes o veneno que entra em mim veloz. Estremeço, conheço-o bem...
A sua caminhada é lenta e desconcertante. Sinto-o queimar, sem pressa.
A mistura de sentimentos leva à embriaguês o meu mais profundo sentir, magoado por nada poder.
O abismo remoinha à minha volta, sinto-me ir...
Num momento de estranha lucidez agarro-me com força, não vou.
Este remoinho não fui eu que o criei, não me pertence...

Vieira MCM

5 comentários:

Hugo de Macedo disse...

Fabulosa descrição, esta. Plena de consciência, muitíssimo bem retratado com uma escolha e encadeamento de palavras perfeitos.

Abraço.

Ana Isabel disse...

Um inquietante mas maravilhoso desassossego..


Dizia Fernando Pessoa:
“Há momentos em que tudo cansa, até o que nos repousaria.”


Obrigada pelas palavras gentis que deixou no meu espaço.

Um abraço

Ana Isabel

Luz disse...

Simplesmente brilhante! Inquieto e, tal como diz o Hugo pleno de consciência, uma consciência que nos permite ver mais além, que nos dá a lucidez, em que podemos ter a certeza que esse remoinho de vento ou, de emoções..., não nos pertence, é-nos exterior ainda que possa até ter sido interior...
Gostei muito deste desassossego tão lúcido!

Retribuo a orquídea!
Obrigada pela visita e palavras deixadas no meu mais recente espaço - "as árvores morrem de pé"

Abraço da Luz, seja farol, seja SolLua, é sempre a mesma Luz

SiulM disse...

Um texto brilhante.
Às vezes sentimo-nos magoados pelo que os outros fazem a si mesmos, é o sinal mais puro de que gostamos das pessoas que fazem parte da nossa vida. É pena que não possamos impedir certos caminhos que todos nós ousamos escolher, para nossa aparente calamidade.

Luz disse...

Há um selo no meu http://asamdepe.blogspot.com/, é só pegar :)

Abraço da Luz